Jogando Wordle científicos

Shares

Descobri o Wordle alguns dias depois de seu hype se iniciar nas redes sociais. A repercussão do jogo em minha timeline no Twitter foi muito parecida com aquela do vestido branco e dourado preto e azul (só acreditei que o branco e o dourado não eram as cores reais quando passei o conta-gotas do Gimp na imagem e tive a indelicada lembrança do quanto os nossos sentidos podem nos enganar) e desde então, todo o dia aparece alguém com os seus resultados, esbanjando recordes e quadradinhos verdes com acertos e estatísticas.

Se você está tão perdido quanto eu quando descobri o jogo, ele tem uma dinâmica simples: os jogadores têm um total de seis palpites para adivinhar uma palavra de cinco letras digitando caracteres em caixas. O jogo então usa um código de cores para indicar ao jogador se alguma letra está no local correto (verde), presente na palavra, mas na posição errada (amarelo) ou que não pertence a palavra (neste caso, as letras ficam cinza). A imagem abaixo é um exemplo:

Então, para acertar a palavra correta no Wordle, muita gente recorre a truques: desde digitar palavras com maior variedade possível de vogais (como: ADIEU, ROUTE, ARISE, ABODE, POISE, NOISE) até tentar termos menos genéricos e com mais consoantes (tais como: CHEAT, STEAK, STEAM). Pois é: o Wordle é em inglês – seu criador, o engenheiro da computação galês Josh Wardle, propôs o jogo para entreter sua namorada durante a pandemia e acabou o vendendo para o NYT por muito, muito dinheiro . E o jogo ganhou um easter-egg no Google.

Como o jogo é simples, muitas variações foram criadas. Em língua portuguesa, temos o Termo , que possui a mesma dinâmica do Wordle, mas para palavras em português e o Charada , que não possui a limitação de uma palavra por dia a ser adivinhada como os Termo e o Wordle. E todos possuem a vantagem de serem jogados a partir do navegador, sem requerer nenhuma instalação ou conexão de grande velocidade (joguei o Charada usando uma conexão EDGE — ou quase 3G — durante uma viagem de trabalho).

As variações científicas — e um “faça você mesmo”

Como o Wordle foi criado sob um código-fonte que já foi reproduzido em jogos e até em hacks para quebrar rapidamente o segredo da palavra (e dar spoilers no Twitter) . Então, diversas opções para o jogo foram criadas — quase todas seguindo as mesmas regras do Wordle. Entre elas, algumas que usam a matemática e a ciência como parte do jogo.

As mais conhecidas são o Mathler e o Nerdle . A dinâmica dos dois é muito parecida: ao invés de letras, você deve usar algarismos e símbolos matemáticos para concluir a partida diária. A diferença está nas possibilidades de cada jogo: o Mathler apresenta o desafio logo no início, isto é, não há uma palavra secreta aqui: a ideia é encontrar operações matemáticas que resultem no valor diário especificado.

Tela do Mathler. É possível alterar as configurações do jogo clicando na engrenagem, no canto superior esquerdo da tela. Reprodução de: mathler.com

Enquanto isso, o Nerdle “esconde” o segredo até que você realize as operações corretas para encontrar o número correto. O Nerdle seria a versão numérica do Wordle, com a diferença de que a linguagem matemática consegue ser, digamos, universal.

Tela inicial do Nerdle. É possível alterar para o modo “Mini Nerdle”, com seis colunas, clicando no ícone de configurações (engrenagem) no canto superior esquerdo. Reprodução de nerdlegame.com.

Em ambos os jogos, dá para alterar o nível de dificuldade, aumentando o número de colunas e de operações disponíveis para resolver o jogo. Particularmente, achei ambos muito divertidos para estimular o raciocínio matemático e revisar regras matemáticas.

Outra opção de puzzle matemático é o Primel. Aqui, você tem o desafio de adivinhar um número primo de cinco dígitos utilizando… Números primos — aqueles que são divisíveis apenas por um e por eles mesmos. O jogo é como o Wordle: um número secreto é disponibilizado por dia e você pode jogar em qualquer navegador, direto pelo site .

Agora, se você prefere algo menos numérico e mais visual, uma boa ideia é experimentar o Globe. Aqui, a ideia é acertar qual o nome do país secreto do dia, digitando o nome do território. Ao fazê-lo, o país é localizado no mapa interativo e recebe uma cor: quanto mais escura, mais próximo da resposta correta você está. Joguei o Globe enquanto ouvia o Xadrez Verbal — o que ajudou muito a localizar os países e regiões que o podcast noticiou no episódio.

O Globe é uma variação do Wordle para a geografia. O Google Tradutor funciona tranquilamente aqui. Reprodução de globle-game.com

O Globe promete ter uma versão para cidades em breve. Por enquanto, só dá para usar os nomes dos países em inglês para jogar no site.

Como o Globe, o Worldle utiliza a geografia como base de suas partidas. A diferença é que o jogo começa com a imagem de um território, cujo nome deve ser adivinhado pelo usuário. Cada palpite apresenta informações sobre a área do território, porcentagem de semelhança com a resposta correta e dicas da localização em relação ao enigma diário.

O Worldle. Reprodução do worldle.teuteuf.fr

Além desses, você pode jogar (e colocar as crianças para pensar junto) o Desafio Wordle + Kids . O princípio é o mesmo do Wordle, mas com diversos níveis: “kids”, com assuntos específicos para crianças (embora, lamentavelmente, eu não tenha conseguido pensar em um doce com seis caracteres), o “modo padrão”, que é muito parecido com o Wordle — mas aqui, o Desafio Wordle + Kids permite escolher entre cinco e oito caracteres para a palavra — e o modo “contra o tempo”, que te dá quarenta e cinco segundos para acertar a palavra correta — e sem direito a nenhuma dica. Você ainda pode selecionar o nível de dificuldade e a quantidade de dicas a receber.

Tela do Wordle + Kids, jogo inspirado no Wordle e que apresenta diversos níveis de dificuldade.

Certo, mas e se alguém quiser criar um jogo no estilo Wordle? Sei lá, você talvez queira criar um jogo de adivinhação com seus alunos ou querer que alguém acerte uma palavra secreta. Qualquer que seja o seu motivo, você pode fazer o seu Wordle no MyWordle . Basta acessar o site, escolher o idioma e digitar a palavra que deverá ser adivinhada. O site gerará um link exclusivo para o seu jogo que pode ser compartilhado com qualquer pessoa. O que eu criei está aqui . Se você acertar a palavra, me avise: ficarei feliz em saber que alguém anda lendo o que escrevo (meu Twitter é o @fcgoncalves87 ).

. . . . .

Atualizado em 19 de março de 2022 para incluir o Desafio Wordle + Kids. Obrigado ao Maurício Pinguim pela dica!

. . . . .

Para saber mais:

. . . . .

Shares

Mais do ccult.org

Artigos científicos não são o único parâmetro para verificar a qualidade da produção acadêmica

As verbas de financiamento da pesquisa científica não são infinitas (ao contrário do que muitas notícias falsas tentam desinformar por …

Como contribuir com a pesquisa científica mesmo se você não for cientista

Os dados da mais recente pesquisa de percepção pública da ciência e da tecnologia realizada no Brasil indicam que apenas …

CCULT LIVROS #5 — Almanaque

Eu sou daqueles que frequentam livrarias só para me sentir em casa. Eu me sinto encantado quando me deparo com …

CCULT LIVROS #8 – Os Reis do Sol

Um hoax que se espalha pela internet de tempos em tempos (desde quando precisávamos de listas de e-mail e de …

Quando o apocalipse não chega

Escrever sobre o fim do mundo justo no dia em que um astrônomo russo (spoiler: o dito cientista não existe ) …

Há espaço para a divulgação científica em sala de aula?

O ensino de ciências no Brasil é debatido sob diversas visões desde pelo menos o fim da década de 1970 …